TRABALHO IGUAL SALÁRIO IGUAL

O Projeto “Trabalho igual. Salário igual “ é um projeto da BPW formatado para ser executado em todo o Brasil no mês de maio pelas BPW Locais, preferencialmente no dia 1º de maio, aumentando-se anualmente, as ações e parcerias.

Teve início na Alemanha com a Federação BPW Alemã em 2008 e atualmente acontece em mais de 10 países, com a realização de atividades voltadas para chamar à atenção do governo, da sociedade e dos empregadores, para por fim a pratica desta forma cruel de discriminação contra as mulheres.

Desde 2012 o governo alemão financia o projeto das inúmeras BPW existentes em todas as regiões da Alemanha e disponibiliza anualmente recursos da ordem de 1,5 milhões de euros.

No Brasil, a BPW conta com a participação das associadas, da mídia e colaboração de parceiros como a SPM/PR – Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República e deseja a adesão de todas as entidades de defesa dos Direitos Humanos e das Mulheres, da sociedade civil e governo locais.

O Projeto “Trabalho igual. Salario igual” é realizado pela BPW em muitos países do mundo para chamar à atenção sobre período de dias e horas que as mulheres precisam trabalhar a mais para ganhar o mesmo salário que os homens.

A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) 2012, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), indica que o salário das mulheres correspondeu a 72,9% do rendimento masculino. A renda média mensal masculina era de 1.698,00 reais, e das mulheres, de 1.238,00 reais.

O Projeto “Trabalho igual. Salário igual”, da BPW Brasil, justifica-se pela necessidade de se conseguir igualdade de remuneração para homens e mulheres que fazem o mesmo tipo de trabalho, trabalhando o mesmo número de horas.

Se, como no Brasil e na grande maioria dos países essa prática ainda impera, apesar de ilegal em muitas partes do mundo, isso é uma forma de
discriminação contra as mulheres que precisa ser combatida e eliminada.

Objetivo Geral:
As atividades do Projeto serão realizadas pelas BPW’s em todo o país, com a finalidade de conquistar parcerias entre o Poder Público, ONG’s, Sindicatos e demais entidades que tem interesse em reduzir a diferença substancial e prejudicial de salário entre homens e mulheres e para fazer isto conclama a todos para que se juntem na realização das manifestações.

Objetivos Específicos:
Combater as razões para a desigualdade de salários e agravamento da desigualdade de remuneração entre mulheres e homens, fazendo com que o trabalho das mulheres não seja subestimado.

Evitar que em profissões onde predominam as mulheres, os salários sejam geralmente mais baixos do que os padrões da indústria onde predominam os homens.

Impedir a diminuição do salário por que as mulheres trabalham mais frequentemente parte de tempo e em empregos temporários que reduzem taxas de remuneração horária.

Evitar que as mulheres ganhem menos que os homens porque mais homens trabalham em setores mais bem pagos e nos empregos mais bem pagos.

Exigir que mulheres melhores qualificadas tenham oportunidade de assumirem postos de comando e ganhem igual aos homens nas mesmas condições.

Impedir que mulheres sejam submetidas aos estereótipos de gênero que ainda predominam em nossa força de trabalho que é muitas vezes agrupada em trabalho feminino e o masculino.

Metodologia Utilizada:

O Projeto “Trabalho igual. Salário igual” será levado para as ruas. Convidaremos parceiros apoiadores e aliados para participarem de eventos e atividades como estas:

– mulheres em passeata ou em grupos visitando diversos lugares com bolsas, camisetas, bonés, banner, com a logo do projeto e da BPW;

– montar balcões de informações e orientações em áreas públicas de grande circulação para chamar a atenção das pessoas, entregando-lhes panfletos;

– propor a parceiros proprietários de restaurantes, bares e café em locais em que pessoas fazem refeições (almoço ou jantar) a promoção da “hora de compensação” entre 12 e 14h ou entre 17 e 19h, oferecendo um desconto proporcional à diferença salarial para as mulheres sobre as refeições e bebidas.

– incentivar as lojas locais para decorar suas vitrines com as bolsas vermelhas e demais adereços sobre o projeto;

– organizar fóruns de debates com o tema envolvendo toda a comunidade;

– organizar workshops sobre como melhor negociar a diminuição da diferença salarial entre homens e mulheres.

Cronograma/Programação: As atividades do Projeto deverão acontecer no mês de maio, preferencialmente no dia 1º de maio, podendo estender-se para o tempo desejado pela BPW Local.