4
mar

Delegação de mulheres sul africanas da BWA e Oxfam conhecem Centro de Educação Tecnológica do Senac

        Conhecer programas que o Brasil tem para o desenvolvimento das Mulheres, incluindo-se os avanços  no campo do empreendedorismo e intra-empreendedorismo sobre a perspectiva Governamental e do Setor Privado, foi o objetivo principal da missão. No Senac, a visita concentrou-se na Sede da Administração Regional no  Centro Tecnológico, em Cuiabá, onde há cursos de ponta, em diversas áreas do comércio e serviços, principalmente os que atendem o maior número de mulheres, a exemplo de cursos nas áreas administrativas, de saúde, hospitalidade,  beleza.
Claire Mathonsi – Presidente da WBA, Nia Kubheka – Gerente de Programa da WBA,  e Sixolile Ngcobo – Parceira e Doadora, Conselheira dos Direitos da Mulher da OXFAM ficaram impactadas com a gama de serviços oferecidos pela instituição focadas no desenvolvimento de profissionais para o mercado de trabalho. Um dos ações que consideraram muito interessante foi o Programa Senac de Gratuidade –PSG, que tem o  objetivo de oferecer formação técnica para pessoas com renda familiar mensal que não ultrapasse dois salários mínimos.”
Até o ano de 2014,somente em Mato Grosso, o Senac tem a meta de  atingir mais de 16 mil atendimentos, gratuitos, nos diversos cursos oferecidos pela entidade”, disse Gilsane, destacando que o programa  impacta em 66% da receita da instituição. Para se ter uma ideia do que isso representa, a diretora destacou que no orçamento de 2012 foram investidos pelo Senac em Mato grosso 35 milhões na educação profissional . que tem nove unidades – 3 na capital e seis no interior, além de carreta móvel que possibilita levar cursos onde não há centros de formação da instituição.
Um outro diferencial muito interessante na atuação do Senac, na capital e interior, é o Banco de Oportunidades. Qualificar não é a única missão do Senac, que também procura facilitar a inserção de seus alunos no mercado. Por meio do Banco de Oportunidades, cujo funcionamento Gilsane explicou que é muito simples: as empresas solicitam um profissional e, de acordo com o perfil desejado, o Senac Mato Grosso encaminha candidatos de acordo com a demanda. .
Em Cuiabá, o Banco de Oportunidades está localizado à rua Jessé Pinto Freire, 171 – centro. Contato pelo telefone: (65)3614-2430. Nossas unidades do interior do Estado também dispõem do serviço.que os alunos que passam por seus cursos encontram sempre boas oportundiade poara ingressarem no mewrcado de trabalho. A entidade, segundo a diretora regional, tem  de grande relevância para a instituição, pois oferece a comunidade a oportunidade de se qualificar e ingressar no mercado de trabalho.
      A delegação africana ficou sabendo também sobre uma outra forma do Senac atuar, que é através de cursos in company, no qual é feito um diagnóstico junto as empresas e oferecidos cursos que atendam suas necessidades para tornar sua equipe mais qualificada. Estes treinamentos tem carga que varia de 160 a 200 horas.Gilsane TAM,bem falou que dentro da estrutura do Senac há a unidade Varejo, que atende mais a classe empresarial.
Foi também interessante  um dado apresentado pela diretora do Senac, que reflete no  estimulo da participação da mulher no mercado de trabalho, que  é o seu quadro de pessoal, que assim como o de alunos tem a maioria, 70% formado pelo público feminino.
    Ocorreram muita interatividade e muito compartilhamento durante a visita técnica. A missão interagiu com alunas e ainda degustaram algumas das delícias produzidas na escola gastronômica, coordenada pela chef Márcia Mesquita. Acompanharam a diretora regional, a gerente do Centro de Educação Profissional,  Isabella Sefrin, e a orientadora pedagógica, Valdenice Merces. A delegação africana foi acompanhada por Sueli Batista, presidente da BPW Brasil, e pela assessora da presidência desta ONG feminina, Vera Di Pietro, da BPW São Paulo, que muito elogiou o Senac, apontando que em São Paulo considera a entidade uma das grandes referências do quanto a iniciativa privada dá respostas positivas à classe comerciária, e a sociedade como um todo.
Além do Senac Mato Grosso foram visitados as estruturas turísticas do Sesc – Arsenal, Restaurante Mangaba- cozinha regional e  Casa do Artesão, e a sede da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Mato Grosso- Fecomércio/MT. Isso porque, embora não estivesse no programa oficial, as africanas quiseram conhecer um pouco mais sobre o sistema, cuja estrutura excelentes. Vale destacar que na capital mato-grossense, a visita da delegação sul africana fez parte da 11ª edição do Março é Mulher, evento que acontece até o dia 21, realizado pela Associação de Mulheres de Negócios e Profissionais-BPW Cuiabá, e o Sebrae Mato Grosso, que o Senac e a Fecomércio-MT estão entre os patrocinadores. O evento tem também a chancela do Sistema Federação das Indústrias/Sesi e Senai, Governo do estado de Mato grosso, através da Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social, Plaenge, Farmácia Nossa Senhora de Fátima,  Matos – O Boticário, Puríssima, Sirecom, Conselho regional de Contabildiade-CRC, Banco Nacional do Emprego-BNE, Comissão do Direito da Mulher-OAB- MT, Sala da Mulher-Assembléia Legislativa de MT, Instituto EcoGente, Conselho regional de Odontologia-CRO, Gráfica Defanti, Multipadrão, Ostrich, EletroFios, Unisat, Unimed-PróUnim, Studio Press Comunicação, Jornal Rosa Choque, Vivaz e Carla Gouberth.